15 de set de 2010

Diz que diz

Há algum tempo contaram-me uma história que não sei se tem alguma verdade, quem me contou a história também a ouviu de outro. Mas eu acho que a história merece ser contada e é uma ideia interessante a seguir :-D A história passou-se numa visita de engenheiros portugueses a uma importante obra na Irlanda organizada com o objectivo didático de verem como é que se faz uma obra de engenharia, uma típica visita de estudo à engenheiro. Acontece que os senhores engenheiros não tinham os devidos EPI's para visitar a obra de engenharia, as botas de sola e biqueira de aço e o capacete. Então à entrada da obra foi-lhes posto à disposição botas e capacetes ao preço de fabrico. Sim. Com preço. E assim os senhores engenheiros que quiseram visitar a obra, cumprir o propósito da visita à Irlanda, tiveram que comprar os EPI's. Qual a verdade da história não sei mas acho a ideia excelente e um potencial bom negócio em cada estaleiro!

14 de set de 2010

Conversas

Já reparei que em todas as "mesas" de reunião ou "encontros" de segurança circulam histórias sobre a segurança ou a falta dela nas obras. Na minha opinião a maior parte das pessoas que contam essas histórias não as viveram, mas adoram contá-las como se isso lhes enriquecesse o curriculum, como se ganhassem consideração pelos ouvintes. Quanto mais académicos, "teóricos", "limpinhos" são os contadores das histórias mais a história ganha contornos desajustados da realidade e tornam-se verdadeiras anedotas as histórias e as pessoas que as contam. Reconheço que em parte o problema é meu, levo demasiado a sério os acidentes e incidentes para os contar de forma coloquial, acho que são fruto da ignorância e da forma leviana como os actores das obras encaram a vida profissional, no fundo lamento, tenho muita pena, fico triste que aconteçam.

1 de set de 2010

Descontração ou irresponsabilidade

A propósito deste texto esta imagem:Quando a Comunicação Prévia "caduca", ou seja terminado o prazo de conclusão da obra indicado na comunicação prévia, mantém-se a responsabilidade do Coordenador de Segurança em fase de obra? Alertar para os riscos não custa :-P